AGORA \ Crítica Teatral
TRANSIT UNE DRAMATURGO ALEMÃO A ENCENADORES BRASILEIROS
Redação, de Porto Alegre, 23/05/2017
Alexandre Dill e Camilo de Lélis estreiam montagens independentes para texto de Wolfram Lotz
Gustavo Susin em "As Trevas Ridículas", que estreia hoje no Palco Giratório SESC/POA. Crédito da foto: Pedro Mendes

Hoje estreia a primeira montagem do projeto TRANSIT. A peça As Trevas Ridículas, com direção de Alexandre Dill, do GRUPOJOGO, será apresentada nos dias 23 e 24 de maio, às 20h, no Teatro do Goethe (24 de Outubro, 112), dentro do 12º Festival Palco Giratório SESC/Porto Alegre. 

Também dentro do TRANSIT, o diretor Camilo de Lélis estreia no próximo sábado (dia 27) Nas Sombras do Coração. Ambas as peças partem do texto escrito originalmente na forma de radioteatro As Trevas Risíveis, do alemão Wolfram Lotz. Confira entrevista exclusiva do dramaturgo nesse link.

TRANSIT foi idealizado pelo Goethe-Institut Porto Alegre para estabelecer trocas entre continentes, estéticas e gerações. Para dar largada no projeto, foram convidados Camilo de Lélis e Alexandre Dill para encenarem separadamente As Trevas Risíveis pela primeira vez em palcos brasileiros. Considerado uma das revelações da dramaturgia e da poesia alemãs, Wolfram Lotz, 35 anos, foi escolhido Dramaturgo do Ano de 2015 na Alemanha justamente por esta obra.

O AGORA participa ativamente das estreias de Nas Sombras do Coração, e de As Trevas Ridículas. Michele Rolim e Renato Mendonça acompanharam o processo de criação dos dois espetáculos e mediarão o debate do Projeto que conta com a presença dos diretores e da crítica alemã Dorothea Marcus no dia 28 de maio (domingo), às 17h, no Teatro do Goethe. Entrada franca, com tradução simultânea.

Diego Acauan em "Nas Sombras do Coração", de Camilo de Lélis.

Crédito: Gerson de Oliveira